“Festa mundana” na Vila de Itaúnas ganha destaque nacional

Foto de Bruno Miranda
Foto de Bruno Miranda

por Lucas Rezende

A Revista Trip, sempre temática, abordou o mundo das festas em sua última edição (capa Amaury Jr. e Letícia Lima). Na reportagem de capa (“Vai ter festa, sim”), os jornalistas Natacha Cortêz e Renan Dissenha Fagundes listaram badalos diferentes, fora do circuito, mas que merecem notoriedade nacional. Eis que o Espírito Santo ganhou vez com a “A festa antes da festa” quando falaram da festa religiosa do Ticumbi, em Conceição da Barra, no extremo norte. “Todas as manhãs do dia 1º de janeiro, cerca de 20 negros saem pelas ruas com coreografias ao som de pandeiros e tambores. Mas é na noite anterior que é feita uma festa maior e mais mundana, apenas para membros da comunidade na Vila de Itaúnas: um forró que dura a madrugada inteira”, diz um trecho. É de Bruno Miranda, aliás, o clique que ilustra o texto.

Trio que faz a festa, literalmente: Lilian Moussallem, que esta semana traz O Rappa para a Pedreira, Mayka Schneider e Gisellie Almeida curtindo o show de Armandinho (Crédito: Ciro Trigo)
Trio que faz a festa, literalmente: Lilian Moussallem, que esta semana traz O Rappa para a Pedreira, Mayka Schneider e Gisellie Almeida curtindo o show de Armandinho (Crédito: Ciro Trigo)

Playlist capixaba
O Spotify, serviço de música via streaming, divulgou uma lista das mais executadas nas principais cidades do país. Na Ilha de Vitória, a música que mais recebeu play foi “Acelera e Pisa”, de André e Felipe. Ele foi seguida por Dennis DJ em parceria com MC Bochecha (“Santinha”) e outra ao lado de MC Britney  (“ Pra gente dnaçar”). Em quarto, Ivete Sangalo, com “O Farol”.

Pingos nos i’s
Os ensaios técnicos das escolas de samba do Carnaval Capixaba tiveram seu início no Sambão do Povo e, como noticiado, a Lieses solicita a colaboração do público com um quilo de alimento não perecível. Mas a Liga, depois do primeiro dia de ensaios, avisa: “Não é obrigatório levar. A entrada é gratuita”.

Não tem tu, vai tu mesmo
O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira da Andaraí, que vem made in Rio de Janeiro, não estava presente na noite de ontem, durante ensaio técnico da venenosa de Santa Martha. Na falta, quem conduziu o pavilhão foi o segundo casal, Marcos Paulo e Pricylla.

Não consta
E o que dizer da Rosas de Ouro que, com dia e horário reservados para fazer seu ensaio técnico no Sambão do Povo, não saiu da Serra e deu as caras por lá? Isso mesmo, não foi NINGUÉM ensaiar: comissão de frente, bateria, passistas. NINGUÉM.

Majestade
Bryce Caniçali, rainha de bateria da Imperatriz do Forte, está pensando em uma fantasia bem dentro do contexto do enredo da verde e rosa capixaba, mas “sem perder o glamour que toda rainha de bateria precisa”, e suas palavras. “Misturamos elementos de referência africana, mas não deixamos o brilho de lado. O processo de produção tem passado por mãos de amigos que me acompanham, que fazem parte da minha equipe. A Imperatriz tem passado por um tempo de dificuldade e com isso teremos um Carnaval onde a palavra-chave é criatividade”, adiantou em conversa com a coluna. Ah, e sua filhota vem desfilando na ala das crianças e, como não poderia ser diferente, está “super ansiosa”, como também conta a mãe.

Tiago Spagnol, Larysse Tavares, Victor Baião e Carol Prado: grupo animado em noite de reggae em Guarapari (Crédito: Ciro Trigo)
Tiago Spagnol, Larysse Tavares, Victor Baião e Carol Prado: grupo animado em noite de reggae em Guarapari (Crédito: Ciro Trigo)